ONLINE
1




Partilhe esta Página

 



Proclamas Matrimoniais

Confira aqui...


 


Início

 

 

Dia Quando
Evento Horas Local Responsável
09/12 Segunda-Feira        
10/12 Terça-Feira        
11/12 Quarta-Feira        
12/12 Quinta-Feira        
13/12 Sexta-Feira        
14/12 Sábado

Formação e Avaliação

Encerramento e confraternização

Preparação Pais e Padrinhos

Reunião paroquial do dízimo

14:00

14:00

17:00

15:00

Matriz

Matriz

Matriz

S. Sebastião

Pastoral Idoso

MESC

Past. do Batismo

Past. do Dízimo

15/12 Domingo ECC  08:00 Matriz Equipe Dirigente ECC

Mensagem da Semana    

           PREPARANDO O  NATAL

Com o tempo do advento, os quatro domingos que  preparam o Natal do Senhor, iniciamos um novo ano litúrgico. Na liturgia de 2020, seremos guiados pelo evangelho de S. Mateus, com 28 capítulos (ano A). Mateus  é considerado o evangelista da Justiça do reino e da comunidade eclesial. Neste tempo do advento a Igreja entoa o cântico de esperança pela chegada do príncipe da paz, o Emanuel (Deus conosco). O refrão: “Vem Senhor, vem nos salvar. Vem sem demora nos dar a paz”, expressa, liturgicamente, o sentido do advento. Este cântico interpreta o sentimento do povo de outrora, também denominados: “o santo resto de Javé ou sobreviventes de Jerusalém” (Is.10,20), os quais  esperavam ansiosamente a vinda do libertador. Este tempo tem dupla característica: preparação para as solenidades do Natal, nos quais se recorda a primeira vinda do filho de Deus no meio dos homens (advento natalício), simultaneamente, tempo em que, com esta recordação, os espíritos se dirigem para a expectativa da segunda vinda de Jesus no fim dos tempos (advento escatológico). A mística espiritual do advento recomenda quatro atitudes cristãs.

1- A atitude de espera. É uma alegre chegada e amorosa acolhida. A chegada de uma pessoa importante é sempre bem preparada e desejada. Ora, o Senhor Jesus, é a pessoa mais adorável em nossa vida e na história. Por isso, a sua chegada merece uma boa, santa e festiva preparação.

2- Atitude de oração. A oração é elemento primordial da espiritualidade cristã. É o esteio da nossa vida. Afirma Santo Agostinho: “vive bem, quem reza bem”. A oração confere sentido à nossa vida e preenche o nosso vazio existencial.

3- Atitude de renovação. O advento é tempo de conversão e penitência.  Jesus se encarna para divinizar o homem, transformando-o uma nova criatura. O natal é, portanto, oportunidade para a renovação da vida  em Jesus Cristo. Diz um provérbio: “aquilo que não se renova, morre”.

4- Atitude de caridade fraterna. A caridade é a essência do ser e do agir cristão. Por isso, devemos sempre rever nossas relações de amizade, de fraternidade, de convivência na família, com os amigos, com os colegas de trabalho e com a vizinhança.

A novena do natal em família, além de ser um momento forte de evangelização das famílias, é um instrumento precioso de aprofundamento das relações de  amizades e da alegre comunhão fraterna com as pessoas. Onde nasce e cresce uma relação de amizade sincera e respeitosa, ali nasce e cresce o reino de Jesus de Nazaré. Porque, onde reina o amor, Deus aí está. Em nome da caridade cristã, não nos esqueçamos dos irmãos mais necessitados, sofredores e crucificados da vida! Em fim, o ideal cristão é viver, sempre, reconciliado com Deus e com o próximo. Há pessoas que por onde passam, espalham discórdias, desavenças e desarmonia. Temos que ser pontes e não muros de separação. Lembre-se: a vida é muito curta para  viver odiando as pessoas. Os sentimentos de ódio e vingança não fazem bem ao coração, prejudicam a nossa saúde física, emocional e espiritual, tornando-nos pessoas amargas e tristes. Por isso, ofereça como presente ao Senhor Jesus neste natal um coração reconciliado com seus familiares, parentes e amigos. Para tanto, precisamos dar e receber o perdão, que é o bálsamo da alma! Diz o provérbio: “Sê como o sândalo que perfuma o machado que o fere”. E, como gesto concreto de  amor ao próximo e compromisso com a missão, a Igreja no Brasil, durante o advento, promove a CAMPANHA DA EVANGELIZAÇÃO, para alavancar a formação dos evangelizadores para nossa Igreja. Uma parte da coleta vai para a CNBB nacional, outra parte para o Regional Oeste II e outra parte para nossa Arquidiocese. Participe da campanha com sua doação no 3º Domingo do advento (15).  Portanto, não vamos perder o foco do natal que é o encontro com Jesus, o filho de Deus, salvador da humanidade. O consumo exacerbado  ofusca o brilho do Natal. Embora sabendo que o consumo natalino movimenta a economia, gerando empregos ocasionais, não esqueçamos que é a companhia do  Senhor Jesus que nos fará mais feliz  neste Natal  e não o sonho de consumo!

          Pe Deusdédit - Pároco


    

Fotos no Facebook da Paróquia

 

Novas orientações para o batismo


 


 

topo